Artigos

Poema de hoxe 114: «A cidade sen roupa ao sol» de Marga do Val

Camiñan as horas pola ponte
os seus dedos non tocan
a auga que a atravesa.

Marga do Val, A cidade sen roupa ao sol (Espiral Maior, 2010)